Imprimir Postagem
Alistamento militar obrigatório pode ser feito pela internet ou por meio de aplicativo

O procedimento presencial vai seguir apenas para àqueles que não possuem acesso à internet.

 

Da Assessoria.

 

        Os jovens balsamenses que completam 18 anos em 2020 têm até o dia 30 de junho para fazer o alistamento militar obrigatório. Mas, em razão da epidemia do coronavírus (Covid-19), só é possível fazê-lo pela internet. A medida segue recomendações do Ministério da Saúde para que se evitem aglomerações. Desta forma, a Junta Militar de Bálsamo não está recebendo mais os candidatos. O procedimento presencial segue apenas para àqueles que não possuem acesso à internet. Estes devem procurar a prefeitura, falar com a atendente e agendar um horário para realizar o cadastro, ou sanar dúvidas, seguindo todas as formas de prevenção à pandemia.

        “Para evitarmos aglomerações no local, definimos este serviço de atendimento individual para beneficiar os jovens que não tem acesso à internet ou possuem dificuldades em baixar o aplicativo em seus smartphones”, comentou o prefeito Du Lourenço.

O jovem deve acessar gratuitamente a página do Alistamento Militar Online, no endereço: www.alistamento.eb.mil.br ou por meio do aplicativo Exército Brasileiro, disponível para sistemas Android e iOS.

É necessário ter em mãos a certidão de nascimento, um documento oficial com foto, comprovante de residência e CPF. Para pessoas com deficiência, também é necessário apresentar parecer médico sobre a deficiência (deve constar o CRM do médico).

"É importante enfatizar que é preciso evitar sair de casa e, por isso, agora, o procedimento somente está disponível no modo virtual", reiterou o coordenador da Seção de Serviço Militar do Ministério da Defesa, coronel Fernando Penasso.

Além disso, as atividades de seleção para o Serviço Militar foram suspensas por 60 dias na Comissão de Seleção Permanente das Forças Armadas (CSPFA). Dessa forma, aqueles que já se alistaram estão sendo reagendados.

O serviço também vale para os que não se alistaram no prazo, desde paguem multa de aproximadamente R$ 4,50, corrigida trimestralmente pelo IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial). Quem não se alistar no prazo, fica impedido de prestar concurso público, tirar passaporte, ser matriculado em universidades, entre outras dificuldades, como por exemplo: caso ganhe um prêmio de Loteria Federal, como Megasena, fica impossibilitado de retirá-lo.

Em 2020, a expectativa do Ministério da Defesa é que quase 2 milhões de jovens realizem o alistamento em todo Brasil. Destes, 90 mil devem ser incorporados às Forças Armadas, sendo 3 mil para a Marinha, 7 mil para a Aeronáutica e 80 mil para o Exército. 

Colaborou: Assessoria de imprensa do Ministério da Defesa.

Comentários

Indique para um amigo

Use este formulário para indicar esta postagem para um amigo.

 Digite o texto no campo abaixo.

Mais notícias sobre Cidade