Imprimir Postagem
Bálsamo implantará Estratégia Saúde da Família (ESF) e terá médico para atender na casa do paciente

Da Assessoria

Corrêa Netto

Durante a semana, o prefeito Du Lourenço e o diretor de saúde do município de Bálsamo Dr. Manuel da Silva, receberam na prefeitura a Articuladora da Atenção Básica da Saúde da DRS-15 de Rio Preto Rosidelma Sisdeli, a Delma. Na pauta da reunião um assunto de extrema importância para a população de Bálsamo, a vinda e a implantação de uma unidade de ESF (Estratégia Saúde da Família) no município.

Delma responde por um consórcio público, para o atendimento da saúde da população de 20 municípios, dentre os quais, Bálsamo pertence, sendo que a DRS (Diretoria Regional da Saúde) conta com a abrangência de 102 municípios. A profissional propôs oferecer todo o apoio para a implantação da  ESF que trará o Programa Mais Médicos do Ministério da Saúde do Governo Federal. Dona Encarnação Gasque Molina Prandi, profissional da saúde de Bálsamo, adiantou que toda a documentação já está em aberto no Ministério, restando ao município começar a trabalhar. “Eu particularmente lutei muito nos últimos anos, mas, os governos anteriores, não se interessaram, para mim, será um sonho que se realizará”, disse.

O prefeito pediu agilidade para o processo de implantação, dizendo que tem grande amizade com o Dr. Cacau Lopes, atual secretário de saúde da cidade de Guapiaçu, onde o programa funciona perfeitamente há alguns anos. Dentre as vantagens que a ESF oferece, está a Saúde Bucal, onde o Governo Federal oferece verba para a aquisição de próteses dentárias. A Estratégia Saúde da Família oferece atendimento de 1 médico domiciliar por 40 horas semanais, uma enfermeira, um técnico em enfermagem e de 4 a 6 agentes comunitários de saúde que visitam periodicamente as casas para fazer levantamento da realidade da saúde do município.

Segundo Delma o Governo Federal oferece a verba para os salários, ficando por conta do município a administração de pessoal e a logística do programa, como, local para funcionar, com isso, o Posto de Saúde esvazia. A cada período o Ministério da Saúde manda uma equipe do PMAQ (Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica), onde realiza uma avaliação do pessoal, podendo aumentar, segundo a avaliação para mais equipes de atendimento.

Palavras-chave

24/01/2017

Bãlsamo terá
Bãlsamo terá
Bãlsamo terá
Bãlsamo terá
Bãlsamo terá
Bãlsamo terá
Bãlsamo terá

Comentários

Indique para um amigo

Use este formulário para indicar esta postagem para um amigo.

 Digite o texto no campo abaixo.

Mais notícias sobre Saúde