Imprimir Postagem
BOLSA FAMÍLIA: Crianças até 14 anos e mulheres de 14 a 44 anos deverão procurar pelas Unidades de Saúde até dia 30 de maio.

Essa é uma das condições para que os usuários do Programa Bolsa Família continuem inscritos e recebendo pelo benefício.

Da Assessoria

Corrêa Netto

        Os beneficiários inscritos no Programa Bolsa Família de Bálsamo na faixa etária de 0 a 14 anos (Crianças) e de 14 a 44 anos (Mulheres), deverão procurar pela unidade de saúde onde são atendidos para serem pesados e passar por avaliação médica até o dia 30 de maio e continuarem inscritos e recebendo o benefício do Governo Federal.

Em Bálsamo existem 2 unidades de saúde: A da área Central e a da Vila Cristina. Onde cotidianamente a pessoa é atendida, é numa dessas duas que os beneficiários deverão passar impreterivelmente, pois, o não comparecimento será considerado desinteresse e o beneficio poderá ser suspenso.

Na área de saúde, as famílias assumem o compromisso de acompanhar o cartão de vacinação e o crescimento e desenvolvimento das crianças menores de 7 anos. As mulheres na faixa de 14 a 44 anos também devem fazer o acompanhamento e, se forem gestantes ou estiverem em período de amamentação, devem realizar o pré-natal e o acompanhamento da sua saúde e do bebê”, disse Maria Paula Diretora de Assistência Social do município.

“Cabe ao poder público fazer o acompanhamento gerencial para identificar os motivos do não cumprimento das condicionalidades. A partir daí, são implementadas ações de acompanhamento das famílias em descumprimento, consideradas em situação de maior vulnerabilidade social”, completou.

A família que encontra dificuldades em cumprir as condicionalidades deve, além de buscar orientações com o gestor municipal do Bolsa Família, procurar o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), o Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas) ou a equipe de assistência social do município. O objetivo é auxiliar a família a superar as dificuldades enfrentadas. A gestora do Bolsa Família em Bálsamo, explica que se forem esgotadas as chances de reverter o descumprimento das condicionalidades, a família pode ter o benefício do Bolsa Família bloqueado, suspenso ou até mesmo cancelado.
 

Comentários

Indique para um amigo

Use este formulário para indicar esta postagem para um amigo.

Mais notícias sobre Social