Imprimir Postagem
Prefeitura mantém transporte gratuito de estudantes em cidades da região

Mais conhecido como transporte universitário gratuito, o benefício atinge por volta de 220 estudantes em todos os períodos (manhã, tarde e noite), disponível desde o dia 3 deste mês.

 

Da Assessoria.

 

A prefeitura de Bálsamo mantém para 2020 o transporte de estudantes universitários, técnicos e outros para cidades da região, conforme proposta de plano de governo do prefeito Du Lourenço e vice prefeita Mônica Garcia.

Conhecido como transporte universitário gratuito, o benefício atinge por volta de 220 estudantes de faculdades, escolas e colégios técnicos em todos os períodos (manhã, tarde e noite), disponível desde o dia 3 deste mês.

"Desde quando foi implantado, o transporte gratuito tem ajudado demais os estudantes balsamenses. Eu mesma fui uma beneficiada e hoje respondo como presidente da associação e posso garantir que desde o início da gestão do prefeito Du mais que dobramos os estudantes. Antes o aluno pagava a mensalidade do curso e ainda tinha que arcar com a despesa do ônibus e isso pesava muito no final do mês", disse Nathiely Cristina, bacharel em direito e presidente da ASSEB (Associação Estudantil Balsamense).

A ASSEB foi fundada em 2 de Março de 2013, pelo então presidente/estudante Marcelo Della Roveri Júnior e mais 20 alunos, com o objetivo de firmar convênio com a prefeitura municipal de Bálsamo para o subsídio no custo do transporte estudantil.

A Associação conta em média com 220 estudantes inscritos hoje e só conseguiu firmar convênio com a prefeitura em 2014, que repassava R$50,00 por estudante, valor que continuou sem alteração até o final do ano letivo de 2016. "Eu me lembro que com esta ajuda mínima, ainda pagávamos por volta de R$ 160,00 ao dono da empresa de transporte", comentou Nathiely.

 “Eu fiz faculdade e sei o quanto é difícil manter todos os custos para ter uma formação acadêmica. Não é fácil. Além de transporte tem mensalidade, xérox, materiais e tudo mais. Somando na ponta do lápis a condição iria a praticamente zero para se ter uma formação e entrar com qualificação no mercado de trabalho”, finalizou o prefeito.

Comentários

Indique para um amigo

Use este formulário para indicar esta postagem para um amigo.

 Digite o texto no campo abaixo.

Mais notícias sobre Cidade