Imprimir Postagem
Saúde de Bálsamo cria Centro de Tratamento Covid-19 para pacientes que aguardam internação

A compra de leitos e equipamentos como respiradores, bipap, cilindros de oxigênios, dentre outros que reforçaram a unidade para receberem e tratarem positivados.

 

Da Assessoria.

 

        Desde a segunda onda da pandemia que afetou principalmente a região noroeste do estado de São Paulo, os hospitais de referência vêm sofrendo com a alta de até 100% dos leitos ocupados.

Decretos com medidas mais restritivas (minis lockdowns), que não agradaram empresários, comerciantes e trabalhadores informais, foram necessários para que as prefeituras tentassem barrar o contágio do Coronavírus, seguindo orientações de profissionais de saúde.

Em Bálsamo não foi diferente. O prefeito Du Lourenço decretou fechamentos e incentivou isolamentos com toque de recolher em dois finais de semana e flexibilizações a fim de colaborar com a região para baixar a taxa de ocupação dos leitos. Em todo o estado, a taxa de ocupação ultrapassa os 90%.

“Seguimos orientações de profissionais de saúde e estamos fazendo de tudo para zelar pelas vidas, mas só isso não foi necessário”, disse Du em relação a criação do Centro de Tratamento Covid-19.

“Sentei com o nosso diretor de saúde e após uma longa conversa ouvindo demais profissionais, criamos este centro a fim de amenizar o sofrimento das famílias balsamenses e colaborar desafogando os leitos da nossa região”, frisou ele.

O Centro de Tratamento Covid-19 para pacientes que aguardam vagas em hospitais da região foi criado no Posto de Saúde Central com a compra de leitos e equipamentos como respiradores, bipap, cilindros de oxigênios, dentre outros que reforçaram a unidade para receberem e tratarem positivados.

“Transferimos consultas ‘não covid’ para o ESF Dr. Denir Zamariolli para que ninguém tivesse acesso ao local, ficando exclusivo para tratamento do Coronavírus”, comentou Dr. Manuel Silva, diretor de saúde.

        A ideia deu certo e pacientes estão sendo tratados e curados dentro da unidade. Inclusive a ação ganhou repercussão regional com matéria exclusiva no TEM Notícias da TV TEM Rio Preto.

        “Canalizamos todos os recursos da saúde para criar este espaço e comprar os equipamentos e ver o que realmente conseguimos é emocionante. Pessoas saindo curadas de dentro da nossa própria unidade não tem preço. Tivemos uma baixa até agora, mas o nosso índice de cura tá muito alto. Fico até arrepiado quando falo do assunto”, ponderou Du Lourenço.

        Segundo o Dr. Manuel Silva, o centro será mantido até que a taxa de ocupação regional abaixe e volte à normalidade. “Normalidade que queríamos mesmo era de receber a notícia que tudo isso passou, mas por enquanto vamos lutando até o fim para vencermos esta guerra. Basta cada um fazer a sua parte e, creio em Deus, que tão logo tudo isso vai passar”, finalizou o diretor.

        “Graças ao esforço dos nossos profissionais estamos avançando e aos poucos vamos vencendo. Quero aqui fazer uma menção honrosa a todos eles que, em muitos casos estão deixando seus familiares para cuidar de outros, sem contar o risco que eles tem de se contaminarem e contaminarem os seus. Não tem dinheiro que pague tudo isso. Nossa eterna gratidão a todos eles”, finalizou o prefeito Du Lourenço.

Comentários

Indique para um amigo

Use este formulário para indicar esta postagem para um amigo.

 Digite o texto no campo abaixo.

Mais notícias sobre Saúde